in

Secretario vem a Franca e Prefeito anuncia compra de 10 leitos de uti

 

PUBLICIDADE

Em uma reunião que foi feita nesta ultima Terça- feira no parque Fernando Costa contou com a participação do Secretario Regional do Estado, Marco Vinholi (PSDB), e o secretário  da Saúde, Jean Gorinchteyn.

A visita era esperada para tratar sobre o avanço da covid-19 na região de Franca. Esta reunião também contou com a presença dos prefeitos da região de Franca que são 22 municípios da DRS-8.

PUBLICIDADE

Apesar de saber que a cidade precisa de mais leitos de UTI para avançar de fase no Plano SP, Vinhoili não anunciou nenhuma medida efetiva.

 

Marcos em sua fala, queria dos município união e trabalho conjunto.

PUBLICIDADE

Já Gorinchteyn disse que esta pandemia ainda esta longe de acabar mas com a colaboração da população, apesar do estresse provocada pela longa quarentena, para que batalha contra o vírus possa ser vencida.

Os prefeitos da da DRS-8 (Diretoria Regional de Saúde), mesmo aqueles que nao vieram mandaram seu representante . Além dos secretários de Estado, participaram da reunião o prefeito de Franca, Gilson de Souza, os secretários municipais de Saúde, Conrado Netto; de Administração, Luís Oliveira; e o coordenador de Saúde, Luís Carlos Vergara. O vereador Corrêa Neves Jr (PSD) representou a Câmara Municipal. Nenhum dos dois deputados estaduais, Delegada Graciela (PL) e Roberto Engler (PSB), compareceu à reunião.

O Prefeito anunciou a instalação dos 10 novos leitos de UTI na Santa Casa comprados pela Prefeitura de Franca – cinco entraram em funcionamento nas últimas semanas e os outros cinco devem estar em operação até sexta-feira e  Vinholi elogiou.

PUBLICIDADE

Desse modo, a Santa Casa,  passará a contar com 27 leitos de UTI para atender pacientes com coronavírus a partir da semana. Hoje, são 22 em funcionamento.

 

Ainda em sua  fala Vinholi fez uma explanação das Falou sobre ações realizadas pelo governador para o combate a pandemia, destacando a liberação de aparelhos respirados para várias cidades de região de Franca.

“O principal motivo da minha visita em Franca é avaliar tecnicamente a região que está na faixa vermelha e o que podemos fazer. Também vamos fazer uma visita à Santa Casa para avaliar a estrutura para os leitos que estão sendo implementados lá. Todos nós queremos o mais rápido possível seguir de fase. Mas é importante o empenho e o entendimento conjunto de todos nesse momento e nós só vamos conseguir com a implementação e efetivação desses leitos”,

disse.

 

Sobre a compra de outros 10 leitos de UTI anunciados por Gilson de Souza em vídeo postado nas redes sociais nesta terça-feira. Mais cedo, em nota, a Santa Casa disse que não havia sido informada sobre a compra de novos leitos pela prefeitura municipal.

 

“Quanto a citação pelo prefeito de mais 10 leitos de UTI Covid além dos já instalados, a direção da Santa Casa informa que desconhece tal intenção”, afirmou a instituição.

 

Apesar da ausência de medida, Gilson de Souza reafirmou na reunião o interesse em comprar novos leitos. “Vamos fazer o que for preciso para aumentar os leitos. Mantemos a intenção de comprar mais 10 leitos para serem instalados na Santa Casa. Temos o dinheiro”, disse o prefeito.

 

Saúde

 

Jean Gorinchteyn disse que “É importante olhar as duas pontas. De um lado o sistema hospitalar que precisa ser utilizado preparando para a possibilidade de receber casos graves. Por outro lado, temos a própria população que, muitas vezes, apresenta sintomas leves, mas que precisa de medidas de realização de diagnósticos e a possibilidade de colocar essas pessoas em isolamento, assim como seus contactantes”, disse. “Precisamos de muita colaboração da população”, disse.

Cobrança

 

Corrêa Neves Jr Cobrou medidas efetivas para enfrentamento do coronavírus em Franca e região. “Os números são piores que nós gostaríamos. Não são bons e, no caso de Franca, nós não temos essa triplicação nos números de UTI como foi falado. Nós tínhamos uma média de 4,4% leitos de leitos de UTI por grupo de cem mil habitantes, segundo o próprio critério publicado pelo Governo do Estado, e chegamos a 8%. No melhor cenário, nós dobramos. Começamos a pandemia com 17 leitos na Santa Casa e estamos com 22.  Crescimento pequeno e com 100% de leitos ocupados. Tem gente lá no Centro de Referência (Pronto Socorro) esperando em leito de estabilização uma vaga de UTI que não existe ainda. Não estamos buscando culpados, mas sim, soluções”.

 

O parlamentar acrescentou também que é preciso resolver o problema da falta de leitos urgentemente. “É preciso, secretário, que encontremos uma maneira de aumentar esse número de leitos de UTI. Ao mesmo tempo temos que deixar claro à população que se não quer adotar alguma restrição, que a prefeitura apresente uma medida que permita a gente conter a disseminação desse vírus”, afirmou. “Do jeito que está, não pode continuar. Ninguém aguenta mais uma quarentena tão prolongada. Temos que agir”.

 

Fonte GCN

Pesquisas mostram que Lives caíram no gosto do público brasileiro

Padrasto é acusado de estuprar e engravidar enteada