in

“Deixa eu ficar mais um dia com você”, foi o último pedido de Henry: “É demoníaco, assustador querer apagar o filho da memória”, falou Leniel

O pai de Henry durante uma entrevista contou os últimos minutos que passou com o filho morto no dia 8 de março.

PUBLICIDADE

O pai revelou que o último pedido do filho foi para que não voltasse para casa da mãe mas ficar com ele, o engenheiro Leniel Borel contou que mesmo com pedido do filho ele deixou a criança na casa da mãe e do padrasto o vereador Jairinho.

Naquele momento na portaria o filho pediu “deixa eu ficar mais um dia com você” essas palavras do filho ainda martelam a cabeça de Leniel e isso parte seu coração.

De acordo com a polícia o padrasto é responsável pela morte da criança o vereador Jairinho mas a mulher a mãe também tem parcela de culpa pois sabia do que estava acontecendo e não interviu para defender o filho.

PUBLICIDADE

O casal foi preso na última quinta-feira (8), Leniel conta que os último momento com filho antes de entregar sobe os cuidar da mãe foi cheio de festa eles passearam, eles brincaram e quando chegou o final do dia ele disse que não queria voltar para casa da mãe e pediu para ficar mais um dia com ele.
O pai falou para o filho que ele tinha que ficar com a mãe pois no dia seguinte ele tinha que trabalhar, disse que no outro dia tinha escolinha de futebol tinha natação e que tudo ia ficar bem.

Mas Henry disse que não gostava da casa da mãe, Henrique Damasceno delegado responsável pela investigação afirma que tem plena convicção que o Dr. Jairinho foi o autor das agressões que culminou com a morte da criança.

PUBLICIDADE

Leniel também lembrou que o filho falou que o padrasto estava machucando, mas quando ele questionou a ex-mulher ela negou essa possibilidade e disse que nenhuma agressão estava acontecendo, é assustador demoníaco desejar apagar o filho da memória, desse Leniel.

 

Caso Henry: Advogado alega a inocência de Dr. Jairinho e da mãe de Henry:”Nada a ser escondido”

Texto de padre Fábio à mãe mostra toda sua dor