in

Casal casados há 52 anos, idosos de SC morrem com diferença de 24h em decorrência de Covid: “Deus levou os dois para não sofrer um sem o outro”, diz filho

O coronavírus causou mais uma perda em uma família, um profissional de mercado financeiro, identificado como Evertin de Souza Patrício, de trinta e cinco anos, perdeu os pais, em apenas vinte e quatro horas, na decorrência de coronavírus, em Criciúma, no sul catarinense.

PUBLICIDADE

De acordo com ele, Noemi Terezinha Patrício, de setenta e um anos, morreu na última segunda-feira enquanto o pai, Manoel Valdemir Patrício, de setenta e cinco anos, morreu na terça-feira.

No princípio desse mês o casal tinha completado cinquenta e dois anos de casamento, e foi sepultado lado a lado no cemitério da cidade. De acordo com o profissional, o pai não chegou a saber da morte da mãe.

Ele ressaltou que nenhum dos dois souberam que o outro morreu, no qual nenhum deles sofreu com essa notícia. Ele disse ainda que era muito difícil enterrar um e daqui a dez dias o outro. E destacou que Deus preferiu levar os dois juntos, para que um não viesse a sofrer sem o outro.

PUBLICIDADE

Noemi e Manoel tinham seis filhos, onze netos e cinco bisnetos. Além do falecimento dos idosos, vítimas da doença, uma filha e genro do casal também permanecem na UTI lutando contra a doença.

Noemi e Manoel

Passado duas semanas hospitalizados, os exames de laboratório confirmaram que nenhum dos dois já possuíam a doença, mas mesmo assim acabaram por não resistir.

PUBLICIDADE

O filho afirmou que o vírus morre, mas deixa as sequelas. No qual causou a paragem dos rins da mãe, e do pai. Que a doença causou muitos problema no pulmão de ambos.

Ele conta ainda, que no dia 6 sepultou a mãe, e quando chegou a casa para tentar repousar e recuperar a notícia, o telefone tocou, e ele ficou a saber que o pai também não tinha resistido. Ele disse ainda, que foi uma tragédia: é muita dor, conclui.

Casados há 52 anos, idosos morrem em 24 horas devido as complicações da covid-19: “Deus levou os dois para um não sofrer sem o outro”, diz filho

“Doença da Vaca Louca” no Brasil fez mais de 100 mortos