in

Ex-mulher de Dr. Jairinho afirmou em depoimento que foi agredida dias após o casamento, enquanto arrumava as malas para a lua de mel: “Monstro”

Ana Carolina Neto ex-companheira de Dr. Jairinho afirmou em depoimento à polícia civil que foi agredida logo após ter se casado com ele, estavam se preparando para viajar para a lua de mel.

PUBLICIDADE

O depoimento foi dado na última sexta-feira (9), Ana disse que o ex-marido mentiu quando postou uma foto abraçado com Henry, era uma tentativa de autodefesa para parecer que tudo estava bem.

Ana Carolina teve dois filhos com Jairinho, o casamento aconteceu em 2013 ficaram juntos por 15 anos e afirmou que enquanto estava arrumando as malas para a lua de mel, ela foi agredida essa foi a primeira agressão entre muitas outras que aconteceu.

A dentista falou à polícia que ele atacou quando ela descobriu que ele estava conversando com uma outra mulher pelo telefone, ela havia dito que não queria mais viajar eles discutiram e nesse momento ela foi agredida.

PUBLICIDADE

Ana levou chutes nas pernas ela chegou a procurar a polícia fez um boletim de ocorrência, o exame de corpo de delito mostrou o resultado das lesões nas pernas, mas passado um tempo ela retirou a queixa quando eles voltaram o relacionamento cerca de seis meses após o acontecido.
Ana Carolina diz que foi Surpreendida na última semana ao ver a imagem de Jairinho abraçado com Henry e um filho dela, ela falou que ficou perplexa e revoltada com a imagem, pois sabe como ele é mentiroso.

A dentista contou na delegacia que a família do vereador chegou a pedir para que a foto fosse excluída e pouco tempo depois ela não estava mais nas postagens.

PUBLICIDADE

Antes de ser preso Jairinho tentava constranger algumas testemunhas que estavam falando na delegacia, uma das ex-namoradas chegou a prestar depoimento e disse que teve fotos íntimas divulgadas nas redes sociais pela defesa de Jairinho. Uma delas aparece nua com a legenda afirmando que Jairinho pagou o silicone dela.

 

Bebê de um ano morre ao ser atropelado por carro, a criança estava na garupa da bicicleta conduzida pelo pai

Casados há 52 anos, idosos morrem em 24 horas devido as complicações da covid-19: “Deus levou os dois para um não sofrer sem o outro”, diz filho