in

“Doença da Vaca Louca” no Brasil fez mais de 100 mortos

Doença ataca o sistema nervoso de animais bovinos além de ser transmitida pelo o consumo da carne caso esteja contaminada, além de atacar o cérebro do ser humano, o risco é fatal.

PUBLICIDADE

A “Doença da vaca louca” é transmitida pelo consumo de carne contaminada pela doença.

Cientistas da Escócia alertam que ainda hoje pode é detectado em seres humanos com mais casos da proliferação da doença de “Creutzfeldt-Jakob”, que foi apelidada de “vaca louca” que ocorreu há três décadas atrás.

Desde o ano de 1996 no Reino Unido, foram 177 (que foram divulgadas pelo governo) pessoas morreram após se contagiarem da Creutzfeldt-Jakob, após o ocorrido mais de quatro milhões de vacas foram sacrificadas pelo governo.

PUBLICIDADE

Sintomas:

PUBLICIDADE

Estima-se que o grande escândalo da doença da “vaca louca” custou ao governo mais de 1 bilhão de libras esterlinas o que equivale a (R$ 4,7 bilhões) e teve um emorme impacto muito grande na indústria britânica do mercado de carne bovina.
A doença chegou sim ao Brasil, mas ainda tem poucos casos nos últimos dois anos foram apenas 100 que foram a mídia no Brasil, as pessoas infectadas tiveram tempo de vida de no máximo 2 anos.

Como Cláudia que vivia no Rio de Janeiro e tinha acabado de encontrar o emprego dos sonhos, mas teve que pedir demissão pois os sintomas já estavam agravados, diagnosticada em 2012 entrando em coma faleceu em 2014.

O mesmo o governo fazendo o impossível pra conter os alardes das emprensas e notícias, os casos que foram confirmados, e também foram a mídia.

Muitas pessoas morreram no Brasil, não se sabe ainda o número exato pois tudo é supostamente ocultado pelo governo, pra evitar alardes como fizeram com o Covid-19 que chegou antes do Carnaval, mas só foi divulgada meses depois e mesmo assim amenizada até as eleições.

Casal casados há 52 anos, idosos de SC morrem com diferença de 24h em decorrência de Covid: “Deus levou os dois para não sofrer um sem o outro”, diz filho

Médica é suspensa após publicar nas redes sociais imagens de pedaços de pele e sacos de gordura retirados de pacientes: “Troféu de hoje”