in

Parece filme: jovem rouba carro de aplicativo, atira em motorista, dispara diversas vezes contra a ex-namorada, sai do estado e morre em confronto com a polícia

As polícias do Mato Grosso e do Rio Grande do Sul trabalharam em conjunta para prender um jovem que cometeu crime no estado e fugiu para o outro.

PUBLICIDADE

Segundo informações dos PMs o jovem acabou morrendo ao sair do estado ele havia disparado contra as autoridades que revidaram e ele faleceu.

Jonathan de Souza de apenas 20 anos de idade usava remédio controlado, de acordo com informações dos familiares ele trabalhava como entregador, no dia 8 de abril saiu para o trabalho e abordou um motorista de aplicativo.

Ele furtou o carro atirou no homem na tentativa de executar, no dia seguinte ele disparou contra a ex namorada deu diversos tiros contra ela e também contra o atual namorado, mas errou os disparos.

PUBLICIDADE

Em seguida fugiu com o carro de aplicativo roubado e saiu do estado, os familiares registraram um boletim de ocorrência pelo desaparecimento de Jonathan, ele chegou a postar nas redes sociais que iria cometer suicídio.
A polícia conseguiu as imagens do jovem assaltando o motorista de aplicativo e retirando ele do carro e atirando contra a vítima, a mãe conta que Jonathan toma remédio controlado e ele sempre ligava para ela mas as frases eram confusas não conseguia entender o que estava acontecendo.

De acordo com todas as informações a polícia de Rondonópolis conseguiu descobrir o paradeiro do jovem e então foi em busca dele. Na br-386 ele acabou perdendo o controle do carro e bateu, acabou saindo com alguns ferimentos e entrou na mata.

PUBLICIDADE

A brigada militar patrulhava o local, ao ver os policiais o jovem disparou contra eles a guarnição também disparou e acabou atingindo Jonathas que foi socorrido mas morreu logo após dar entrada no hospital.

Os policiais aprendeu documento, o celular e o revólver, o motorista por aplicativo está internado no hospital regional de Rondonópolis em estado gravíssimo.

 

Urgente: Coronel Jairo pai de Jairinho pediu que outros presos de Bangu 8 ajudassem seu filho na prisão

Gêmea assassinada conhece homem pela internet e é atraída por promessa de trabalho e faculdade paga: “Foi atraída morta e enterrada em quintal”