in

Bebê de dois meses, se curou da Covid-19 e desenvolveu síndromes raras após a doença

Além de já ter recebido alta, a família do bebê, que reside em Salto, no interior de SP, ressaltou, que as batalhas continuam, uma vez que a criança já desenvolveu diversos sintomas, como duas síndromes raras, que estão recentemente ligadas à doença, a Inflamatória Multissistêmica Pediátrica, e a de Kawasaki.

PUBLICIDADE

Mical Fernanda Nascimento Fraga, dona de casa de trinta anos, mãe do pequeno Luís, disse que o menino deu sinais dos primeiros sintomas da doença, como febre alta, no passado dia treze do último mês, quando apenas ainda tinha cinquenta e um dias de vida.

No principio, a mãe não tinha desconfiado que pudesse indicar que ele tinha contraído a doença, uma vez que ninguém da família tinha quaisquer sintomas. Ela recorda ainda, que no dia seguinte, ele se deu conta que a febre dele não passava e por isso resolveram procurar atendimento médico.

Após vários exames, todos foram feitos com emergência da unidade hospitalar, no qual foi constatado que o seu filho estava com a doença de coronavírus. Ainda nesse mesmo dia, o bebê foi reencaminhado para a UTI neonatal, de uma unidade hospitalar em Indaiatuba, cidade vizinha a Salto.

PUBLICIDADE

Nesse tempo, que o menino esteve internado, o bebê passou por várias complicações como taquicardia, miocardite, derrape pericárdio, e hipertensão.
De acordo com a mãe, a médica tinha chamado a família, e esclarecido que o menino tinha desenvolvido a pior maneira da doença, no qual além de todos esses problemas de saúde, ele também tinha gerado duas síndromes raras e poderiam comprometer o funcionamento, dos órgãos além de ter causado uma inflamação nos vasos sanguíneos.

Após vinte e cinco dias de internamento, o bebê recebeu alta e regressou a casa no último dia 7 de abril. A mãe recorda ainda, que passou por vários dias de angústia, no qual chegou a pensar que poderia não voltar a casa com o seu filho nos braços, conclui.

PUBLICIDADE

Homem passa a mão em mulher dentro de ônibus metropolitano e é mobilizado por passageiros até a chegada da polícia

Caso Henry: Cabeleireira disse que viu Monique discuti ao telefone com Jairinho, depois de Henry relatar agressão:”Pode quebrar tudo, você já está acostumado a fazer isso”