in

Menina de seis anos agredida em Porto Real foi torturada por vários dias: “Recebeu socos, empurrões e pontapés”, uma verdadeira sessão de tortura

Segundo informações da Polícia Civil a criança de 6 anos que foi hospitalizada após ser agredida em Porto Real viveu dias de grande sofrimento até ser socorrida pela polícia.

PUBLICIDADE

As agressões tiveram início na última sexta-feira (16) e seguiu até a madrugada da segunda-feira (19), a criança ficou agonizando até que a mãe chamou o SAMU.

PUBLICIDADE

A polícia informou que nesse período a menina não foi alimentada, recebeu chutes, socos, empurrões, pontapés e teve diversas lesões provocadas por um fio de TV que era usada como um chicote para bater na criança.

A suspeita de cometer essas agressões terríveis é a própria mãe e a companheira uma de 27 e outra de 25 anos, elas irão responder por tortura.

PUBLICIDADE

Segundo a polícia as duas confessaram o crime na delegacia e o motivo de espancar a criança seria por ciúmes, a companheira da mãe sentiu ciúmes da menina e isso motivou as agressões.
A mãe da criança alega que no ano passado a companheira sentiu muito ciúme da menina e começou a maltratá-la, posteriormente começou a fazer algumas agressões até que no último final de semana foram vários dias seguidos que a menina sofreu na mão dela.

As duas mulheres foram presas e a criança foi levada para um hospital, segundo a polícia a menina foi transferida para centro de terapia intensiva, o estado de saúde é grave.

O conselho tutelar entrou no caso e a polícia já ouviu cerca de 8 pessoas e já está com uma cópia do boletim médico onde consta diversas lesões no corpo da criança, a polícia também confirmou que a companheira da mãe da menina tinha diversos antecedentes criminais.

 

Criança é agredida por padrasto durante aula virtual no RS: “Foram ofensas, puxão de cabelo; um absurdo”

Monique Medeiros admite que mentiu em depoimento, não foi ela que encontrou Henry sem vida