in

Assassino do Tinder: Homem é condenado após cortar jovem em 14 pedaços; “com a ajuda da namorada atraíram a moça”

Um homem de 54 anos identificado como Aubrey é acusado de matar e esquartejar uma garota que conheceu no Tinder.

PUBLICIDADE

O homem morava nos Estados Unidos ele foi condenado à pena de morte, o crime aconteceu em 2017.

A vítima Sidney de 24 anos foi morta em Nebraska, o acusado que teve ajuda da namorada de 25 anos conheceu a jovem por meio do aplicativo, eles começaram então a conversar e marcaram um encontro.

A jovem não sabia das intenções do casal ela estava se envolvendo sem saber quem era o casal, eles envolviam com práticas criminosas e quando ela descobriu que eles envolviam nessas práticas ela surtou.

PUBLICIDADE

O homem preocupado na possibilidade de ser descoberto pela justiça decidiu junto com a namorada matar a jovem, ele chegou a falar na delegacia que tinha certeza que se deixasse ela ir certamente iria contar tudo, por isso decidiram matá-la.
O homem no momento que estava preso tentou cortar a própria garganta, um ato de suicídio mas não teve nenhum sucesso não queria passar pela cadeira elétrica, mas os policiais conseguiram encontrar e socorreu para que a justiça fosse feita.

O criminoso falou na delegacia que deu 10 tapas no rosto de Sidney antes de iniciar a tortura que levou a morte da garota, na sequência ele cortou os pedaços do seu corpo e ia colocando dentro de uma mala, posteriormente os policiais conseguiram encontrar.

PUBLICIDADE

O criminoso disse que cortou a jovem ainda viva ela sofreu muito para morrer, todos os pedaços foram colocados dentro da mala, mas ele confessou onde estava e a polícia encontrou da maneira que foi descrito.

 

“Menor casal do mundo” com menos de um metro cada um é vacinado contra a covid-19 em São Paulo

Influenciadora digital é morta a tiros em emboscada logo após marcar encontro com falso cliente