in

Policial Civil e esposa são encontrados mortos com marcas de tiros em apartamento no Rio: “Policiais suspeitam de feminicídio seguido de suicídio”

No Recreio dos Bandeirantes Zona Oeste do Rio de Janeiro, um policial civil e a mulher foram encontrados mortos com marcas de tiro no apartamento.

PUBLICIDADE

O crime aconteceu na última quinta-feira (24) o filho do casal um menino 11 anos acionou o corpo de bombeiros para conter a briga entre eles, mas quando Socorro chegou os dois já estavam mortos.

Segundo a polícia os corpos e Ulisses Carlos de 45 anos e de Janaína Castro Souza de 44 anos foram levados para o instituto Médico Legal.

A delegacia de homicídios do Rio está realizando as Investigações, os policiais apuram se houve feminicídio e em seguida suicídio.

PUBLICIDADE

O porteiro do prédio foi ouvido e também alguns familiares, outros ainda devem comparecer à delegacia para prestar depoimento.
Segundo foi apurado o casal sempre estava discutindo, moradores do edifício não sabem informar se eles estavam se separando e talvez isso tenha sido a motivação do crime, até o momento é um mistério.

A polícia civil suspeita que o homem por ser um policial matou a mulher e logo em seguida tirou a própria vida, o filho do casal que presenciou tudo o que aconteceu chegou a pedir ajuda ligando para os bombeiros para socorrer a mãe, mas quando os bombeiros chegaram ao local já era tarde demais, os dois já estavam mortos.

PUBLICIDADE

Uma perícia foi realizada no apartamento, o policial usou a própria arma para matar a companheira a polícia investiga o caso.

 

Força-tarefa para prender Lázaro entra no 17º dia com movimento intenso após prisão de fazendeiro e caseiro suspeitos de ajudar o criminoso

Lázaro Barbosa dormia há cinco dias em propriedade de fazendeiro preso, diz caseiro a polícia