in

Mãe do menino de 3 anos espancado pelo pai disse que o filho era pendurado pelo pescoço e era obrigado a comer o próprio vômito

A mãe do garoto que era torturado pelo pai falou em depoimento à polícia civil do Distrito Federal na última sexta-feira 9 e contou detalhes da maneira que a criança de cinco anos era agredida pelo pai.

PUBLICIDADE

Ela contou à polícia que além das agressões dos espancamentos o menino era sufocado com as duas mãos no pescoço da criança e levantava.

A mulher afirma que há vários meses observou que havia várias manchas no corpo do garoto no pescoço e ele chegou a contar que o pai havia pendurado pelo pescoço, foram muitas agressões a tal ponto que o menino não conseguia sequer lavar o rosto.

Segunda mulher as agressões aconteceram dia 29 de Junho ela procurou a 8ª Delegacia de Polícia e relatou as agressões dos maus tratos que o menino estava sofrendo.

PUBLICIDADE

O pai queria colocar a criança de castigo mas as agressões eram além do limite, os exames foram feitos no Instituto Médico Legal, aonde mostravam todas as agressões que o menino sofria.
A mãe conta que ouviu gritos no quarto quando ela entrou viu o companheiro sufocando o menino no colchão, ele odiava o choro da criança e quando o menino vomitava ele obrigava a comer o próprio vomito.

O homem chegou a dizer que queria deixar marcas na criança para não virar gay, chegou a dizer que só não matou porque Deus não deixou, ela viveu 3 meses com o agressor ele fez ela perder o emprego e depois ele a deixou e foi para terra da família dele, nessa altura ela já estava grávida.

PUBLICIDADE

Ele não quis registrar a criança depois ele voltou e começou as agressões, cansada de ver essa situação as agressões que o filho sofria ela procurou a delegacia.

 

Mesmo do hospital em Roma Papa Francisco celebrou a missa Ângelus dominical e fieis se emocionam

Menina de 1 ano e dois meses morre ao ser agredida covardemente por quem deveria amar e protegê-la: “Seus pais”