in

Perícia atesta que casal do Leblon morreu por falha em equipamento de gás; “uma triste tragédia”

Segundo laudos realizados pela Polícia Civil do Rio de Janeiro Mateus Corrêa Viana e Natália Guzzardi Marques que foram encontrados mortos após inalarem monóxido de carbono foi constatado que houve um vazamento de gás no apartamento, que foi falha do equipamento.

PUBLICIDADE

Segundo a perícia houve desrespeito às normas das técnicas de vigor, após a perícia os profissionais da criminalística afirmaram que o casal que foi encontrado morto dentro do banheiro em um apartamento em Leblon no Rio de Janeiro foram vítimas de uma falha no equipamento de gás, a principio eles chegaram a pensar em suicídio mas após ser realizada a pericia foi constatado um acidente   .

A pericia técnica enviou um documento tem mais de 11 páginas e falam sobre a funcionalidade do equipamento, devido esse vazamento o casal acabou aspirando monóxido de carbono 50 vezes superior.

Com isso eles desmaiaram não conseguiram sair do local e morreram tudo devido a uma falha no processo de exaustão e combustão do aquecedor.

PUBLICIDADE

Segundo foi apurado pela Polícia Civil o limite de PPM é 5, são as condições adequadas mas eles encontraram 277 no interior do banheiro, esse alto nível de PPM causou toda essa tragédia.
Segundo a perícia eles sentiram provavelmente tontura, cefaleia que é perda da consciência com isso desmaiaram e logo em seguida morreram por falta de oxigênio.

Segunda foi vistoriado o apartamento estava fora dos padrões pedidos e estabelecidos pela segurança.

PUBLICIDADE

 

Mãe mata o próprio filho de seis anos com golpes de faca e comete suicídio logo em seguida em MG: “Caso abalou a todos do prédio”

“Me calei por muito tempo”, diz Pamella após divulgar vídeos em que é agredida por DJ Ivis