in

França: Comerciante que aceitar cliente sem vacina anticovid ou teste negativo pode levar de R$ 270 mil

A partir de clientes com 12 anos ou mais, qualquer pessoa que trabalhe em uma empresa comercial irá precisar mostrar um passaporte de saúde e ainda precisará mostrar um comprovante. O projeto está considerando a possibilidade de afastamento de funcionários que não cumpram a regulamentação.

PUBLICIDADE

Na França, todos são obrigados a apresentar um “passaporte de saúde” comprovando que foram vacinados ou tenha testado negativo para a doença, para entrar em locais públicos.

No entanto, ainda existe alguma resistência de uma parte do povo. Essa medida tem levado algumas pessoas a receberem imunização para se locomoverem pelo país. Todas as pessoas envolvidas em trabalhos comerciais devem se adaptar à fiscalização dos clientes que entram no local. Os comerciantes que não seguirem esta regra terão que pagar por isso.

Quem trabalhar neste ambiente e for pago desrespeitando às regras, irão estar sujeitos a uma multa que pode chegar até € 45 mil (quando transformado para o real chega ser em torno de 270 mil reais), além de ser preso por um ano.

PUBLICIDADE

Essa nova regra foi anunciado pelo Presidente do país, Emmanuel Macron, na última terça-feira (12). Foi afirmado pelo que mesmo, que a partir da próxima semana o passaporte de saúde irá ser indispensável caso queiram entrar em lugares com mais de 50 pessoas.

Repercussão nas redes sociais

PUBLICIDADE

Muitos internautas repercutiram a decisão. Alguns demonstraram concordar com a atitude do governo francês e muitos se posicionaram contra.

Adolescentes são arremessadas de brinquedo em parque de diversões em ES

Criança de três anos sofre abuso por parte do padrasto enquanto dormia ao lado de sua mãe