in

Ex-sogra e ex-mulher são indiciadas por ajudar Lázaro Barbosa a se esconder na mata

Em uma das investigações realizadas pela Polícia Civil de Goiás eles concluíram a participação de outras pessoas para ajudar Lázaro Barbosa na fuga e duas dessas pessoas é a ex-sogra do criminoso e a ex-mulher.

PUBLICIDADE

Elas teriam favorecido o criminoso a fugir, Lázaro foi morto após ser cercado pela polícia no final do mês passado.

Ele havia cometido uma chacina em Brasília passou 20 dias fugido na mata se escondendo e segundo a polícia ele recebeu ajuda de diversas pessoas, dinheiro, roupa, alimento e além de informações.

Até que a polícia conseguiu cercá-lo e ele não quis se render e atirou contra os policiais, ele tinha uma pistola os policiais não tiveram outra opção a não ser revidar e acertaram quase 40 tiros em Lázaro que não resistiu e morreu.

PUBLICIDADE

Segundo o código penal é crime ajudar um criminoso assassino fugitivo da polícia, a pena é de 6 meses e multa, a sogra de Lázaro Isabel Evangelista e a ex-companheira Luana Cristina foram indiciadas por ajudar o psicopata.
O inquérito foi enviado ao judiciário e será tratado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, serão acusadas por favorecimento pessoal, Luana e Isabel foram levados para a delegacia de Águas Lindas para depor

A ex-mulher chegou a passar mal e o depoimento foi adiado por alguns dias e após a investigação os policiais descobriram que elas ajudaram Lázaro, as duas chegaram a falar com Lazaro pelo celular enquanto ele fugia da polícia.

PUBLICIDADE

 

 

Colegas de trabalho descobrem luta em comum e doam rins para marido uma da outra

Orlando Drummond morre aos 101 anos