in

Sumiço de crianças: Polícia encontra saco com pedaços de osso em rio no RJ

Hoje, o corpo de bombeiros e a equipe da polícia civil encontraram um saco de ossos e cabelo em um rio em Belford Roxo. O material foi enviado a especialistas para análise.

PUBLICIDADE

Por volta das 10h e 12h15, os bombeiros procuravam pelos corpos de três meninos desaparecidos desde 27 de dezembro de 2002. Um homem apontou para este lugar. Presume-se que os corpos de Lucas Mattheus da Silva, de 8 anos, Alexandre da Silva, de 10, e Fernando Enrique Ribeiro, de 11, foram jogados no rio.

Um homem não identificado acusou seu próprio irmão de esconder os corpos dos meninos e disse à polícia que sacolas plásticas foram jogadas em um rio. Quem teria jogado seria o seu próprio irmão a mando de traficantes.

Segundo o jornal O Globo, a avó de duas das vítimas disse não acreditar no que ouviu. Para Sílvia Regina, os filhos ainda estão vivos.

PUBLICIDADE

O suspeito relatou ao delegado que alguém havia levado uma bolsa com os corpos de três crianças, mas não sabia o que havia nela.  Ele também enfatizou que a história parece ter sido inventada para que ele possa ser condenado por algo que não fez.

O suspeito  afirma que fez tudo isso  a mando do traficante José Carlos dos Prazeres Silva, mais conhecido como “piranha”. O objetivo de tudo é esconder o corpo do menino.

PUBLICIDADE

O suspeito possui duas passagens policiais, uma por tráfico de pessoas e outro por roubo.

Os três meninos apareceram pela última vez na feira da Areia Branca, a 3 quilômetros da comunidade Castelar onde moram com a família. Até agora, só foi descoberto pela polícia, e apenas uma câmera de segurança mostrou às três crianças caminhando juntas no dia em que desapareceram.

Nota de R$ 420 é usada como pagamento e idoso ainda devolve troco de R$ 320

Mulher dirige mais de um ano com os corpos dos sobrinhos no porta-malas do carro até ser parada em uma blitz: “Macabro”