in

Meninos de Belford Roxo: Dor, sofrimento e mistério continuam, ossos encontrados no rio é de animal

O laudo do exame antropológico realizado pelos peritos a respeito dos pedaços de ossos encontrado no rio Botas a qual a polícia suspeitava que poderia se tratar dos três meninos que desapareceram em Belford Roxo.

PUBLICIDADE

O resultado saiu e na verdade não são ossos dos garotos mas de animais, os ossos que foram examinados tinha cerca de 5 cm de cada um, outros pedaços de tecidos que estavam em estado avançado de decomposição.

Segundo o laudo o resultado antropológico foi possível mostrar que o material não pertencia a ser humano mas era de animal.

O material foi recolhido pela polícia nele havia cabelo e alguns pedaços de ossos, estava dentro de um saco plástico preto.

PUBLICIDADE

O local ficava próximo a uma ponte e esse local foi um ponto apontado em depoimento por uma testemunha a qual afirmava que o próprio irmão teria jogado os corpos das três crianças.
A investigação ainda continua e infelizmente não há nenhum indício, tudo ainda um grande mistério.

A família das três crianças estão desesperados esperam que tudo seja solucionado o mais rápido possível porque é uma dor que não acaba nunca.

PUBLICIDADE

Segundo o denunciante os meninos teriam sido espancados e mortos e jogados no rio e segundo a testemunha quem teria mandado matar as crianças era o traficante José Carlos dos Prazeres, mais conhecido como ‘piranha’.

O motivo do crime seria que as crianças teriam envolvido um furto de gaiola de passarinho, o traficante negou o crime mas admitiu ter jogado uma sacola no rio, ele disse que não sabia o que estava dentro, a polícia irá realizar novas buscas no trecho do rio.

 

Mar de gente de cada estado com bandeira do Brasil em apoio a Bolsonaro grita “Voto auditado já”

Vídeo: Adolescente infrator que fugia da polícia em moto colocando várias vidas em risco, é detido com voadora de PM