in

Frio e calculista: Ex-vereador é indiciado por matar e enterrar corpo da amante na frente da casa da família, o buraco foi cavado três dias antes

O ex-vereador Obadias Ferreira da Silva foi indiciado pela polícia civil no inquérito do caso de Edilene Vieira da Silva, o vereador é acusado de feminicídio.

PUBLICIDADE

O caso aconteceu no Paraná, Obadias é suspeito de matar a mulher que era sua amante e enterrar é uma cova de três metros em um terreno da família.

Júlio César delegado responsável pelo caso relatou que o ex-vereador foi indiciado por homicídio com quatro qualificações.

PUBLICIDADE

Primeiro por feminicídio, morte por asfixia ele mesmo confessou que estrangulou a vítima até a morte, por ocultar o cadáver ele enterrou uma cobra de 3 m de profundidade e por dissimulação, ele mesmo dificultou para que fosse encontrado o corpo da vítima.

Essas qualificadoras do crime estão no processo ao qual o ex-vereador está sendo indiciado, segundo informações da Polícia Obadias conseguiu uma certa quantia de dinheiro da vítima através de movimentação bancária foram cerca de r$ 30.000.
A polícia conseguiu uma nota fiscal aonde foi comprado materiais de construção no valor de r$ 600 para Obadias.

PUBLICIDADE

O vereador também irá responder por ocultação de cadáver, a prisão aconteceu no mês de julho em uma operação da Polícia Civil.

Edilene havia desaparecido no dia 13 de abril após a investigação os policiais perceberam que o ex-vereador era o principal suspeito, ele confessou o crime e resolveu levar os policiais a propriedade na zona rural e apontar o local onde o corpo de Edilene estava enterrado.

 

 

“Perversidade fora do comum”: Mulher mata adolescente de 13 anos utilizando barra de concreto de meio-fio

Caso bárbaro: Homem é preso suspeito de participar de abuso coletivo, matar e colocar fogo nas partes íntimas da adolescente