in

Mãe de Miguel e sua companheira são denunciadas por homicídio, tortura e ocultação de cadáver

Desde o dia 29 de julho o menino Miguel está sendo procurado, sua mãe Yasmin Vaz e sua namorada Bruna Nathiele são as principais suspeitas de terem sumido com a criança, e encontram-se presas até o momento.

PUBLICIDADE

A defesa das duas disseram que elas não têm nenhum envolvimento no sumiço da criança e não cometeram nem um tipo de crime, já a acusação diz que às duas pretendiam ter uma nova família e a criança não se encaixava nos planos.

Também acredita-se que tudo foi premeditado, o corpo do menino ainda não foi encontrado, ainda havia tortura e maus tratos acontecendo antes de Miguel desaparecer, ele era mantido preso no guarda-roupas, ficava muito tempo sem se alimentar além de apanhar sempre, o menino ficava tanto tempo trancado que vizinhos e o locatário do apartamento sequer sabia de sua existência.

Às duas agora respondem por homicídio triplamente qualificado tortura e ocultação de cadáver a denúncia detalhada nessa terça (17).

PUBLICIDADE

A avó da criança já tinha pedido a guarda, mas só foi levada em consideração no dia 29 de julho após a morte já ter sido constatada, segundo a polícia isso aconteceu, pois, faltavam documentos por parte da mãe da criança que só foram entregues poucos dias antes do ocorrido.

Miguel foi dado como morto no dia 29 quando a mãe prestou depoimento e confessou o crime a linha de investigação continua sendo a mesma desde o início da apuração.

PUBLICIDADE

 

Tragédia: Criança mata a mãe com tiro acidental na cabeça durante videochamada

Homem degola sobrinha com um facão e acaba morto pelo próprio pai com machadadas: “Cena de terror”