in

Acusada de matar família carbonizada quebra silêncio e conta detalhes: “Não sou inocente, arquitetei e planejei”

Acusada de participar da morte de um casal e do filho que foram encontrados carbonizados no início do ano passado, Carina Ramos de Abreu deu detalhes sobre o crime.

PUBLICIDADE

Karina e a ex-namorada de Flávia filha e irmã das vítimas estão presas aguardando o julgamento, segundo informações da Polícia sete jurados irão decidir o destino de Carina Ana Flávia e outras duas pessoas que foram presas.

Os parentes também de Karina que tiveram participação no crime horrendo, responderão por triplo homicídio com qualificadoras com emprego cruel, motivo torpe, sem dar chance de defesa a vítima.

PUBLICIDADE

Carina foi orientada por outro advogado a não revelar nada do que sabia mas o atual defensor disse para ela expor toda a verdade sobre o que aconteceu e como o casal e o filho foram mortos.

PUBLICIDADE

Ana Flávia assumiu toda a participação em relação a morte do pai e também da mãe e do irmão, tentou tirar Carina da cena do crime, mas Carina quando já estava presa na prisão escreveu uma carta onde foi aconselhada para nova defesa e falar tudo que aconteceu.
Ela afirmou na carta que participou do roubo e de todo planejamento e afirmou que não é inocente nesse caso, tem a parcela de culpa não tem culpa em alguns aspectos, mas não é inocente, quem idealizou foi Ana Flávia mas ela não é inocente nem vítima, ela sabia tudo desde o começo, arquitetou, planejou a morte da família.

 

Menino de 7 anos reproduz em desenho assalto que sofreu com a mãe ‘Mata ela!’

Absurdo: Homem perde pai e irmão para a Covid-19 e se vinga matando casal que os teria infectado com a doença