in

Psicóloga encontrada morta dentro de porta-malas de carro teria saído para pedalar no dia anterior

Uma psicóloga de 37 anos foi encontrada morta dentro do porta-malas de um carro, o marido disse que a companheira saiu para pedalar um dia antes e foi encontrada com os pés e as mãos amarradas dentro do porta-malas do carro, estava com a roupa e o capacete na cabeça.

PUBLICIDADE

A polícia informou que o corpo de Marilda Matias foi encontrado pelo marido médico veterinário de 62 anos.

O marido contou para Polícia Militar que recebeu uma mensagem da esposa no sábado que iria pedalar, ele estava trabalhando quando recebeu a mensagem ela dizendo que faria um passeio de bicicleta e que por volta das 16 horas chegaria em casa.

PUBLICIDADE

Quando ele chegou não encontrou passou as horas e ela não deu nenhuma notícia, ele então passou a procurar por ela chegou ir na delegacia em alguns hospitais e no domingo começou a dar voltas com o carro e quando olhou dentro do carro encontrou a esposa morta no porta-malas.

A polícia informou que no corpo de Marina não havia sinais de violência e a perícia constatou que ela morreu há pelo menos 12 horas, na casa não havia sinais de arrombamento não havia nenhum móvel retirado do lugar como sinal de briga e nada foi subtraído da residência.
A polícia procura por imagem de câmera de segurança, o marido foi ouvido na delegacia foi liberado logo em seguida, mas o celular dele e da moça foram apreendidos.

PUBLICIDADE

O corpo da moça foi sepultado em Bauru, a polícia civil está investigando o caso não há nenhum suspeito do crime, na verdade a polícia acredita que pode ser também uma fatalidade tudo é possível disse o delegado.

 

Após recusar a vacina enfermeira grávida morre vítima da covid-19, a bebezinha também não resistiu

Militar trans é afastada dos serviços da Marinha, e advogado da União disse que ela é como ‘piloto de avião cego’