in

Menina morre após ser espancada brutalmente pela mãe e deixada em cômodo da casa com parada cardiorrespiratória

Uma mulher foi presa na última quarta-feira acusada de matar a filha de apenas 11 anos de idade.

PUBLICIDADE

O corpo da criança foi encontrado com sinais de espancamento, o crime teria acontecido na última terça-feira (24) em Guarujá São Paulo.

Segundo informações da Polícia a menina foi encontrada desacordada dentro de casa, ela teve uma parada cardiorrespiratória, o serviço de atendimento móvel de urgência foi acionado no entanto o socorrista do Corpo Bombeiro não conseguiram reanimar a menina que morreu no local.

PUBLICIDADE

Os moradores vizinhos disseram para a polícia que a criança era maltratada pela mãe, ela era agredida constantemente.

Logo após o crime a mulher fugiu mas a polícia conseguiu localizar e prendeu a mulher, ela confessou o crime.
A mulher foi levada para a delegacia de Guarujá, dentro da casa os agentes encontraram pedaços de madeira que estariam sujas de sangue, devem passar por perícia, o padrasto da menina e de outros dois filhos da mulher também irá prestar depoimento na delegacia.

PUBLICIDADE

O caso foi registrado como tortura e morte suspeita, o corpo da criança foi levado para o Instituto Médico Legal deve passar por perícia e logo em seguida liberado para a família realizar o sepultamento.

De acordo com o delegado situações tristes como essa tem aumentado durante a pandemia, muitas são as crianças e adolescentes que têm sido vítimas de agressões.

O serviço Tutelar e a polícia militar tem recebido constantes denúncias de agressões por parte dos pais e de padrastos e o que tem ajudado a polícia é a denúncia de vizinhos e parentes.

 

Bebê de um ano e dez meses passa 4 dias perdida e sozinha na floresta: “Mil coisas passaram pela cabeça, até que um dos grupos ouviu um gemido”

Mulher é julgada por comprar menina de 5 anos e deixá-la morrer de sede