in

Organizador petista de ato anti-Bolsonaro desobedece decreto do governador Doria e afirma que manifestação acontecerá no dia 7 de setembro mesmo dia de ato a favor de Bolsonaro: Irresponsabilidade?

 

PUBLICIDADE

João Dória governador de São Paulo anunciou a proibição do evento contra Bolsonaro que está marcado para o dia 7 de Setembro.

Os organizadores disseram que irão manter a manifestação mas o governador disse que não é bom realizar pois o evento em 7 de Setembro a favor de Bolsonaro já estava marcado há muito tempo e dois eventos, um a favor outra conta pode trazer grande risco.

Já o responsável pelo evento anti-Bolsonaro disse que é um absurdo impedir a manifestação e que irão manter mesmo contra a vontade do Governador, isso apenas mostra a incapacidade do governo.

PUBLICIDADE

Mas Dória afirma que há risco de segurança dos manifestantes, mas o líder da manifestação do PT planeja desobedecer a ordem do governador, algumas perguntas na internet querendo saber se ele será multado se todas as pessoas serão multadas por desobedecer o decreto do governo.

A preocupação é as duas manifestações a favor e contra Bolsonaro a segurança deve ser reforçada pois poderá ser até perigoso.
O que se pergunta nas rede sociais é porque não pode esperar um outro dia para fazer uma manifestação contra Bolsonaro e por que deveria ser no mesmo dia 7 de Setembro sendo que eles já haviam programado isso há muitos meses.

PUBLICIDADE

É necessário que a própria polícia esteja investigando se esse ato é Pacífico ou não Bonfim chegou a dizer que Dória é a Governador e não Imperador de São Paulo e que eles irão manter a manifestação mesmo fora da sua vontade.

 

Comentarista surge ‘pelado’ ao vivo na ESPN e se desespera: “Já estamos no ar?”

Silas Malafaia e diversos pastores convidam a todos para a manifestação de 7 de setembro: “Apoio ao Brasil”