in

“Era muita maldade, mordidas, puxão de cabelo chamando de vagabunda”, diz babá que pulou do 3º andar de um prédio para fugir das agressões da patroa

Babá que pulou do terceiro andar de um prédio em Salvador para salvar a vida na tentativa de escapar das agressões da patroa, falou sobre os abusos sofrido e mostrou as diversas marcas pelo corpo.

PUBLICIDADE

Raiana disse que agora é tentar esquecer os momentos de pavor que viveu dentro daquele apartamento quando foi trancada no banheiro.

Ela trabalhava para Melina Esteves a quem acusa de cárcere privado, violência física e ameaça Raiana conta que era muita maldade ela xingava e chamava até de vagabunda, ela conseguiu o emprego para cuidar das trigêmeas mas após ver tanto absurdo disse que não era acostumada com esse tipo de atitude.

PUBLICIDADE

Após achar um outro emprego ela comunicou que não iria voltar mais ao trabalho, Raiana conta que a patroa disse que iria mostrar para ela, chamou de vagabunda e que ela não iria embora e começou a agredir.

Contou que a patroa mordeu puxou o cabelo e empurrou, nesse momento ela saiu correndo se trancou no banheiro mandou um áudio para irmã pedindo socorro, da varanda ela tentou pedir socorro para um vizinho mas não foi ouvida, foi quando ela tentou sair pela janela e achou que ia conseguir alcançar a outra janela mas ela não conseguiu.
Ela pulou para segurar mas acabou caindo, a câmera gravou o momento em que a babá tentou ficar em pé e caiu.

PUBLICIDADE

No vídeo é possível ver Raiana sendo socorrido e levado para o hospital, seis pessoas já compareceram a polícia relatando as agressões sofridas pela patroa, todas eram ex-funcionárias, Raiana disse que viveu momentos de terror um absurdo algo inimaginável.

 

Cadeirante cai em trilho do metrô e homem pula para salvá-lo poucos segundos antes do trem passar: “Ato heroico”; vídeo

Necrofilia: “Talibã abusa de mulheres vivas ou mortas” diz mulher que fugiu do Afeganistão