in

Pastor é obrigado a casar com cadáver após noiva morrer durante aborto forçado por ele

Pastor nigeriano ficou entre a cruz e o punhal ele foi obrigado a se casar com o cadáver da Noiva após morrer em um aborto.

PUBLICIDADE

Segundo informações a gravidez foi interrompida por ordem do pastor que recusava ter o filho naquele momento, não achava que eles deveriam ter filho por isso ele deu ordem para que a mulher tirasse o bebê.

Com isso houve as consequências e a morte, o fundador da igreja chegou a drogar a sua noiva de 32 anos e chegou a forçar para que o feto fosse retirado, que acontecesse um aborto, a mulher teve hemorragia e morreu.

Na autópsia realizada foi descoberto a causa da morte e o resultado dos exames fizeram com que a família obrigasse o pastor a se casar ainda com a cadáver, os familiares informaram que o relacionamento entre os dois começou há cinco anos, em 2020 eles ficaram noivos e logo após ela ficou grávida.

PUBLICIDADE

Mas o pastor não aceitava e desejava ver o fim da gravidez, o pastor anunciava que seria pai somente após o casamento.
Quando a jovem engravidou a primeira coisa que ele fez foi falar sobre tirar a criança e ele dizia que a igreja desaprovava ter filhos fora do casamento e disse que isso iria prejudicar a sua vida religiosa, por isso era necessário o aborto.

O pastor então fez com que ela tivesse a gravidez interrompida mas ela precisou ser levada às pressas para o hospital não resistiu e morreu.

PUBLICIDADE

O religioso chegou a procurar um médico que recusar realizar o procedimento, por isso o pastor tomou essa atitude, a família quando descobriu obrigou o pastor a casar com o cadáver e após o casamento a nigeriana foi enterrada.

 

Homem é preso por matar colega de quarto, cortar seu pênis e arrastar o corpo para a praia após recusar sexo

Bebê de 11 meses morre ao ser atingido por motorista bêbado em ponto de ônibus