in

Ministros da igreja Católica não podem abençoar as uniões do mesmo sexo, diz Papa Francisco: “Não é lícito”

Papa Francisco afirmou no Vaticano na última quinta-feira (15) que padre e autoridade da Igreja Católica não podem abençoar união entre pessoas do mesmo sexo pois seria algo errado eles não podem procriar por isso não podem ser abençoados.

PUBLICIDADE

O Vaticano é responsável pela doutrina oficial da igreja católica e publicou sobre o impacto dessa benção que seria uma sinalização favorável aos gays e isso seria negativo até mesmo porque seria contrário a doutrina da igreja aos ensinamentos da fé.

O documento registrado pelo Papa Francisco diz que na lista para não abençoar uma relação ou uma parceria entre pessoas do mesmo sexo como é o caso dos gays ou lésbicas.

O texto diz que decisão não é uma discriminação injusta mas é uma lembrança da Verdade da liturgia da igreja.

PUBLICIDADE

O próprio Papa Francisco chegou em 2020 a pedir para que a lei da união de pessoas do mesmo sexo fosse aprovada que fossem respeitados os seus direitos mas em termos de ser abençoados dentro da igreja ele não concorda com isso.
Os homossexuais devem ser acolhidos na fé ajudá-los a entrar na fé, mas não pode de maneira alguma uma congregação na igreja católica abençoar esse casamento, a benção não pode ser aplicada a pessoas do mesmo sexo.

O Papa Francisco disse que não é lícito abençoar um relacionamento que não seja estável mesmo entre homem e mulher, ainda mais uma união entre pessoas do mesmo sexo.

PUBLICIDADE

 

Enterrado vivo com corte profundo no pescoço, cachorro é resgatado por casal: “As fotos são de cortar o coração”; Polícia tenta localizar autor de crime covarde

Pai e filho são presos suspeitos de abusar sexualmente de três meninas por vários anos