in

Amiga que matou jovem em Goiânia manda mensagem para a mãe de Ariane antes de ser apreendida: “A culpa está me corroendo, me perdoe eu podia ter impedido”

Os jovens que mataram Ariane de Oliveira de 18 anos em Goiânia saíram para lanchar após cometer o crime Bárbaro dentro do veículo.

PUBLICIDADE

A informação foi dada pela Polícia Civil, o delegado Marcos Gomes disse que os jovens foram na lanchonete em um shopping após cometerem o crime.

A vítima ficou 7 dias desaparecida ela havia comunicado com a mãe que ia viajar de sair com os amigos para lanchar e depois não deu mais notícia, o corpo foi encontrado uma semana após no meio da mata.

PUBLICIDADE

O delegado informou que os suspeitos planejaram um crime um dia antes e a escolha foi aleatória, três amigos foram presos suspeitos da participação Jefferson Cavalcante Rodrigues de 22 anos, Raíssa Nunes de 19 anos e Enzo Jacumani de 18.

Posteriormente uma adolescente que era amiga da vítima foi apreendida, a menina é suspeita de enviar a mensagem para a jovem para convidar para sair e ter dado à facada nela.
Segundo o delegado adolescente estaria dentro do carro e seria responsável pela morte, segundo as investigações os jovens agiram por que um acreditava que era psicopata e queria descobrir se tinha algum distúrbio.

PUBLICIDADE

A adolescente foi ouvida na companhia da mãe na delegacia, Eliana Laurino mãe da adolescente morta recebeu uma mensagem da adolescente pedindo perdão, a adolescente disse que estava no local e que poderia ter evitado o crime.

Na mensagem ela disse que não aguenta mais a dor corroendo, o fato é que ela poderia ter evitado mas não fez, pediu perdão por tudo que aconteceu e por ter sido fraca.

A mãe da jovem disse que recebeu a mensagem na última quarta-feira, segundo o delegado os jogos fizeram uma lista de três possíveis vítimas e escolheram Ariane, por ser pequena frágil fácil de segurar caso resistisse.

 

Casal é preso suspeito de envenenar o leite e cometer abuso sexual contra a própria filha

Professora corta cabelo de criança sem autorização e pai quer 1 milhão de indenização