in

Juiz condena casal a 36 anos de prisão por morte de Vitória Gabrielly

Bruno Oliveira e Mayara Abrantes foram condenados nesta terça-feira (9), por participação do assassinato da garota Vitória Gabrielly, no ano de 2018.

PUBLICIDADE

A sentença imposta pelo juiz Flávio Roberto de Carvalho, especifica Bruno condenado a 36 anos e 3 meses, e Mayara a 36 anos, por homicídio, sequestro e ocultação do cadáver mais qualificadoras.

“O castigo que a família recebe é eterno. Resta apenas a saudade e as flores para levar ao cemitério. O culpado, na lei de execução penal do Brasil, que está entre as piores do mundo, que se trata de uma verdadeira festa da impunidade, vai acabar conseguindo benefícios no decorrer do tempo”, comentou.

“Ela foi as compras como se não houvesse nada [depois do crime]. O que só destaca o quanto é fria e perigosa”, disse o juiz em relação a Mayara.

PUBLICIDADE

A defesa dos réus pode tomar parte da ação de recorrer da decisão em primeira instância. Vitória Gabrielly Guimarães Vaz tinha apenas 12 anos de idade quando desapareceu, no ano de 2018, depois que saiu de casa para andar de patins, em Araçariguama.O corpo da menina foi encontrado oito dias após o seu desaparecimento, no meio de uma mata próximo a seus patins.

Três pessoas foram presas e indiciadas pelo crime de homicídio doloso, os quais são suspeitas de estarem envolvidas no crime.

PUBLICIDADE

Um outro quarto suspeito também foi preso pelos mesmos motivos e vem sendo investigado. O julgamento deste ainda não foi marcado.

A presença de público foi negada em decorrência das medidas de isolamento por causa da pandemia de Covid-19, que deixou os pais de Vitória, bastante frustrados. 

Psicóloga explica que filho de Marília Mendonça precisa de ver fotos e vídeos da mãe

Músico morre a caminho de clínica para dependentes químicos e quatro pessoas são acusadas