in

Principais causas e tratamentos do zumbido no ouvido

O zumbido no ouvido, se dá quando uma pessoa fica constantemente ouvindo um barulho bem irritante, mas sem a interferência de sons externos.

PUBLICIDADE

A pessoa pode estar no lugar mais silencioso do mundo, que ainda assim irá ouvir o zumbido, no interior de seu ouvido, o que prejudica a sua qualidade de vida.

A frequência do zumbido varia muito, sendo as vezes graves ou agudos, contínuos ou pulsáteis, parecidos como um chiado, um apito, uma cachoeira, panela de pressão, grilo ou motor, enfim, são diversos relatos.

O Dr. Willian Rezende, médico neurologista na Regenerati Neurologia, afirma que esse zumbido é um sintoma bastante comum e que pode afetar pessoas de todas as idades.

PUBLICIDADE

Entretanto, as ocorrências de zumbido no ouvido se tornam mais comuns no avançar da idade, e por isso a terceira idade apresenta mais casos de zumbido no ouvido.Zumbido no ouvido com perda auditiva

No caso de zumbido acompanhado de perda auditiva, o fator responsável é a lesão na estrutura do ouvido.

PUBLICIDADE

Ela acontece em decorrência de um acidente, uma pancada ou a exposição por muito tempo (por meses ou anos) a sons extremamente altos. Mas pode ser a idade também.

Cera compactada

A cera nos ouvidos é algo normal. Naturalmente produzida, porém, existem os casos em que ela se compacta, alterando a percepção acústica.

Quando a cera pressiona o tímpano e o aparelho acústico, provoca um zumbido. É normal para qualquer idade.

Problemas respiratórios

Os nossos sistemas de audição, respiração e de fala estão interligados. Então, pessoas que tenham rinite, faringite, sinusite e outro tipo de inflamação e infecções de suas vias aéreas, também podem apresentar o tal zumbido no ouvido. Nessas condições da respiração, a pressão do ar no interior do ouvido altera e gera o zumbido.Depressão, ansiedade e estresse

É sem dúvida a causa menos prevalente para o zumbido no ouvido, mas ocorre.

Pessoas que passam por depressão, ansiedade e com o estresse em suas rotinas, tem chances de ouvir zumbidos em especial em momentos bastante silenciosos, quando vão dormir por exemplo.

O zumbido tem origem psíquica nestes casos, um tipo de transtorno de alucinação.

Síndrome de Ménière

Nesse outro caso, o ouvido interno está danificado, o que provoca os zumbidos, perda auditiva e vertigens.

Não se sabe o que provoca tal síndrome, mas há um palpite de que ela esteja relacionada a um defeito no mecanismo regulador da produção, circulação e/ou absorção da endolinfa (líquido que fica na parte interna).Tratamentos

As formas de tratamento variam conforme os casos. Se for um caso mais simples, será receitado pelo médico um remédio que derreta a cera e após, uma lavagem.

Se for o caso respiratório, então deve-se tratar a doença respiratória para que o zumbido acabe. Cada doença respiratória possui um tipo de tratamento.

Se for a perda auditiva em decorrência da idade, não há muito para fazer, porém alguns idosos começam a utilizar aparelhos auditivos e relatam que o zumbido some.

Nos casos de lesão e de origem psíquica, os tratamentos vão variar bastante, pelo tipo de lesão sofrida e gravidade e por qual transtorno se trata.

E se o caso se tratar da síndrome de Ménière, infelizmente não há cura, porém existem tratamentos que reduzem os sintomas, e que precisam ser feitos a vida toda.

 

Eclipse lunar parcial, o maior do século, será visto no Brasil nesta sexta-feira

Menina de 2 anos é proibida de ir creche para não assustar as outras crianças