in

Mulher que desapareceu depois de sair com carro da empresa é encontrada morta em Itapetininga

A mulher que tinha 47 anos de idade, e que havia desaparecido depois que saiu com o veículo da empresa em que trabalhava, foi encontrada morta nesta quinta-feira (18) em região de mata, entre Alambari e Itapetininga (SP).

PUBLICIDADE

O corpo de Susana Dias Batista foi achado pelos próprios parentes que realizavam buscas nas margens da Rodovia Vereador Humberto Pellegrini (SP-268), local onde ela foi vista pela última vez por dois ciclistas que passavam pelo local, de acordo com informações da família.

De acordo com informações passadas pela Polícia Civil, a mulher apresentava diversos hematomas em seu rosto e trajava apenas peças íntimas. Investigações estão sendo realizadas para se descobrir as causas da morte.

A polícia militar em conjunto com a Civil, já estiveram no local, assim como uma equipe do SAMU.

PUBLICIDADE

O corpo da mulher foi recolhido pela funerária e levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itapetininga, para a realização de análises.A filha de Susana, Tainá Cesar, de 25 anos de idade, disse em entrevista ao g1 que, no momento em que soube que sua mãe havia desaparecido, ela rastreou o celular da mãe e fez buscas pelos locais que o rastreamento apontava onde ela supostamente teria passado.

“Notei que o sinal do celular dela indicava que ela tinha ido a uma farmácia, e sequentemente a Alambari. Fui até aos estabelecimentos dessas regiões e pedi para ver as imagens das câmeras de segurança. Consegui alguns vídeos e descobrimos que ela tinha sido abordada por um homem, dentro da farmácia”, explicou ela.

PUBLICIDADE

A Polícia Civil trouxe a confirmação de que tais imagens passam por um processo de análise e que realiza a investigação do caso em parceria com a polícia militar.

Mochileiros comemoraram viagem por todo o Brasil com fogos minutos antes de grave acidente

Mãe acusa professor de bater na cabeça de seu filho de 6 anos com um grampeador