in

Laudo do IML indica que criança de 3 anos que foi esfaqueada, ainda estava viva antes de ser jogada no Rio Macaé

O Instituto Médico Legal de Macaé (RJ), tornou público um laudo o qual indicaque Manuella Minuto Aguiar, de apenas 3 anos de idade, teve como causa da morte, afogamento.

PUBLICIDADE

Assim, isso indica que a garotinha foi arremessada ainda viva ao Rio Macaé depois de ter sofrido vários golpes de faca, de acordo com a polícia, causados por sua própria mãe, de 25 anos, e que foi presa neste último domingo, dia 28.

Victor de Azevedo, delegado da 128ª DP da comunidade de Rio das Ostras, comentou que o avô da criança revelou em depoimento, que foi a casa de sua filha, ás 7h30 do domingo, não encontrando ninguém.

Ele ainda disse que no momento ficou muito preocupado, pois alguns dias antes, sua filha estava tendo muitos surtos psicóticos. Ao voltar para casa, o avô da criança encontrou sua filha andando de bicicleta sem a filha, pelo bairro Barra Mares.

PUBLICIDADE

Ele imediatamente perguntou a ela o paradeiro da criança, e a mulher então lhe disse que sua filha tinha ido para o céu e contou que jogou o corpo dela no Rio Macaé.Ao ouvir isso, ele foi rapidamente ao local e chamou o Corpo de Bombeiros. Eles encontraram o corpo na Praia do Barreto, o avô foi até o local e reconheceu sua neta.

O Corpo de Bombeiros disse que, o corpo foi levado para o IML ás 11h45 do mesmo dia. Ainda segundo eles, a menina estava sem vida no momento em que chegaram até ela e depois de uma pessoa que passeava pela praia ter pedido ajuda.

PUBLICIDADE

 

Mulher que fez viagem recente a África testa positivo para a Covid-19 em Minas Gerais

Criança nasce com 7 quilos e surpreende equipe médica da maternidade