in

Mulher que fez viagem recente a África testa positivo para a Covid-19 em Minas Gerais

Uma mulher que fez uma viagem recente ao Congo, na África, precisou de ser internada nesta última segunda-feira, dia 29, na capital de Minas Gerais, Belo Horizonte.

PUBLICIDADE

A mulher foi diagnosticada com Covid-19 e permanece em isolamento no Hospital Eduardo de Menezes, também na capital. Não se sabe ainda se ela foi contaminada com a nova variante do coronavírus, que surgiu na África, o Ômicron.

De acordo com informações da Prefeitura de Belo Horizonte, a mulher tem 33 anos de idade e não tomou nenhuma dose da vacina contra a Covid-19. Ela saiu do Congo dia 17 de novembro, foi para a Turquia e, depois de três dias, chegou em São Paulo. No mesmo dia em que chegou a São Paulo, ela viajou para Belo Horizonte.

Em meados de novembro, ela começou a sentir os sintomas da doença. Porém, ela só foi procurar atendimento hospitalar neste último domingo, dia 28. Órgãos de saúde do estado, estão monitorando o caso para averiguar se ela foi ou não, infectada com a Ômicron. No estado, até o instante, não há registros da variante.

PUBLICIDADE

“A equipe atendeu ela de acordo com os protocolos, e posteriormente comunicou ao CIEVS, que é o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde, pedindo teste rápido, o qual resultou positivo, e então foi solicitado o exame de genotipagem. Ela está internada e isolada e vai ser levada para o Eduardo de Menezes”, nota da prefeitura.Até agora, não existem mortes ligadas ao Ômicron, o que não quer dizer que, não devam ser feitas mais pesquisas de avaliação do potencial que essa variante pode ter, em relação a driblar a proteção das vacinas.

 

PUBLICIDADE

Vídeo mostra momento em que placa de metal se desprende de brinquedo e mata moto taxista

Laudo do IML indica que criança de 3 anos que foi esfaqueada, ainda estava viva antes de ser jogada no Rio Macaé