in

Suspeito de matar fazendeiro, enteada e mulher grávida já havia sido preso por tentativa de feminicídio

Wanderson Mota Protácio, o caseiro de 21 anos de idade, principal suspeito da morte da mulher grávida, fazendeiro e enteada, em Goiás, Corumbá, neste domingo (28), já havia sido preso anteriormente por tentativa de feminicídio, em Goianápolis.

PUBLICIDADE

De acordo com o delegado Tibério Martins, a tentativa do crime ocorreu no ano de 2019 e a mulher está viva. O criminoso tinha 18 anos na época e permaneceu preso até o início deste ano.

“Ele foi solto, e a primeira coisa que fez foi ter uma relação com essa jovem e a matou posteriormente. Detalhe que ela esperava um filho dele”, contou o delegado responsável pelo caso.

O triplo assassinato, ocorreu em Corumbá de Goiás, no entardecer de domingo. De acordo com informações da Polícia Civil, o suspeito matou a própria mulher primeiro, Ranieri Aranha, depois a enteada Geysa Aranha da Silva Rocha, que tinha quase três anos de idade.

PUBLICIDADE

Sequentemente, ele realizou o furto de um revólver e assassinou o fazendeiro Roberto Clemente de Matos, de 73 anos de idade, para que pudesse roubar a caminhonete do mesmo para fugir.Além de toda essa barbaridade, Wanderson ainda tentou estuprar a esposa do fazendeiro, e não obteve êxito, atirando assim no ombro dela. Vizinhos realizaram o socorro dela e a levaram para um hospital. O criminoso abandonou a caminhonete a alguns quilômetros dali.

Nesta última terça, dia 30, a polícia informou que o homem permanece foragido. A SSP-GO, está realizando uma força-tarefa com a união de policiais, civis e militares e federais, para efetuar a prisão do homem.

PUBLICIDADE

 

Criança nasce com 7 quilos e surpreende equipe médica da maternidade

Por medo da nova variante da Covid-19, quinze capitais estaduais brasileiras cancelam festas de Réveillon