in

Pai e madrasta são condenados por torturar e matar menino de 6 anos

A alguns meses foi noticiada a morte de Arthur  Labinjo-Hughes de 6 anos, ele que teria passado por maus momentos com seu pai e madrasta morreu com diversos hematomas pelo corpo e implorando por comida.

PUBLICIDADE

O júri decidiu na última quinta-feira (2) que Thomas Hughes pai da criança e Emma Tustin, madrasta, são culpados pela morte do menino tendo o pai sido condenado a 21 anos e Emma prisão perpétua.

O julgamento durou mais de dois meses e ficou nítida a crueldade com a qual os responsáveis tratavam a criança, ele tinha mais de 130 hematomas pelo corpo e Emma tinha mais de 200 arquivos mostrando o que faziam com a criança, em um deles o menino implora para que o tio leve comida e bebida.

O menino ficava preso em um lugar fechado e isolado, não era alimentado e sofria muitos abusos psicológicos e físicos, segundo a perícia, a violência se agravou com a pandemia já que todos ficavam presos dentro de casa e o menino não ia para escola.

PUBLICIDADE

O fato de não ter aula pode ter contribuído para o abuso já que ninguém tinha acesso à criança diariamente sendo então mais difícil a identificação dos machucados o juiz identificou o comportamento do casal como sádico, cruel e desumano, também disse que Emma é manipuladora e mentirosa além de ter se recusado a comparecer à audiência de sentença.

 

PUBLICIDADE

Babá mente para crianças, dizendo que eles são “seus bebês” e que os verdadeiros pais são “apenas os provedores”

Bebê é acidentalmente colocado à venda por sua mãe em vez de sofá: ‘Precisa ir embora hoje’