in

Aluno escreve carta implorando por comida e campanha feita acaba ajudando 40 famílias

Um aluno de um colégio estadual da cidade de Paranavaí, que fica no noroeste do Paraná, escreveu um bilhete para uma professora no qual ele implora por comida.

PUBLICIDADE

Com intenções de ajudar da melhor maneira possível, a pedagoga Mari Tatiane De Col realizou uma campanha, que por fim alcançou 40 famílias do município.

O caso aconteceu no início desse mês de dezembro. A professora informou que trabalha no Colégio Estadual Curitiba, que é frequentado por muitas crianças provenientes de famílias bastante humildes. O menino responsável pelo bilhete tem 14 anos.

Essa história começa, quando Mari chamou o estudante e seu irmão para uma conversa, pois a escola estava realizando um acompanhamento, no qual entregaria alguns produtos de higiene pessoal.

PUBLICIDADE

Passadas algumas semanas, o menino chamou a professora para pedir por ajuda. Ela pensou que ele iria pedir mais dos produtos de higiene que havia recebido, e então ele entregou nas mãos dela um bilhete.”Professora, por favor me ajuda, eu não tenho nada em casa para comer. Eu imploro para a senhora”, escreveu ele. Ela posteriormente entrou em contato com o abrigo onde os meninos moram para saber da situação alimentar, e por telefone, ela descobriu que estavam esgotadas as cestas.

Diante da grave situação, ela pediu que a própria família a ajudasse, para uma doação de alimentos. Mas o conteúdo do bilhete acabou vazando para o resto da comunidade.

PUBLICIDADE

“A fome não pode esperar. De início eu enviei no grupo da minha família, mas a partir disso, foi sendo enviado para outros grupos. Conseguimos ajudar cerca de 40 famílias da nossa escola, por termos recebido muitos alimentos”, disse ela.

Cachorro que matou criança de 11 anos na Grande BH pertencia a tia da vítima

Adolescente provoca explosão na própria casa após brigar com a mãe