in

“Tenho medo que ele volte e me mate”, diz mulher que sobreviveu após levar oito facadas do ex-marido

Fernanda Neiva da Cunha, atendente de panificadora, de 29 anos de idade, não está conseguindo nem mesmo dormir direito, por temer ser novamente agredida pelo ex-companheiro.

PUBLICIDADE

No último dia 19, ela levou oito facadas enquanto voltava para sua casa, no bairro Chico Mendes, na cidade de Rio Branco. O principal suspeito do crime é o ex-marido, Carlos Alberto Lima, que também tem 29 anos de idade.

O homem decidiu se apresentar na DEAM, delegacia especializada de atendimento à mulher, e foi posteriormente liberado pelo fato de o período em flagrante já ter se esgotado. Ele permanece aguardando o resultado das investigações em liberdade. A polícia civil foi a responsável pelas informações.

PUBLICIDADE

Depois de sofrer as agressões, Fernanda foi levada ás pressas para o Pronto Socorro de Rio Branco por moradores da região que a socorreram. Ela teve de passar por um procedimento cirúrgico e permaneceu oito dias internada na unidade.

PUBLICIDADE

Passada uma semana desde o acontecido, Fernanda vai se recuperando em casa, na companhia de seus dois filhos, de 9 e 3 anos, e recebe ajuda de seus familiares, amigos e conhecidos para quitar o tratamento médico realizado, além de algumas despesas.O filho caçula dela, é fruto do relacionamento que teve, que durou mais de três anos, com Carlos Alberto Lima. Ela diz ter muito medo que ele invada a residência e tente novamente matá-la.

“Eu não estou dando conta de dormir direito, e desde que tudo aconteceu, de fato não consegui. No hospital eu pensava que não ia dar conta de dormir por simplesmente estar ali, mas no meio da madrugada eu desperto em casa. Tenho muito medo de que ele entre aqui e me mate. É impossível a gente saber o pensamento dos outros”, disse ela.

 

China registra maior número de casos de Covid-19 em quase dois anos

Passageiros e tripulantes são impedidos de descer de navio depois que 68 pessoas testaram positivo para a Covid-19