in

Facção coloca faixas em 14 cidades de SP ameaçando dar ‘cacete’ em motociclistas barulhentos

Pelo menos 14 cidades do estado de São Paulo receberam em suas ruas faixas, que foram colocadas pelo Primeiro Comando da Capital (PCC), as quais são uma mensagem de ameaça aos motociclistas que fazem barulho ou empinem motos nas comunidades. De acordo com o informado nas faixas, quem desobedecer tais ordens estará ‘sujeito a cacete’.

PUBLICIDADE

A Polícia Civil realiza as investigações dos casos e já possui fortes indícios de que a maioria das faixas foi de fato colocada nas comunidades por parte de membros da facção ou por próprios moradores sob ordem dos criminosos.

“O uso da força jamais poderia ser exercido por traficantes, milicianos ou qualquer outro grupo do mesmo tipo”, comentou o advogado Ariel de Castro Alves, que é presidente do Grupo Tortura Nunca Mais.

Vídeos e fotos dos cartazes e até mesmo de um motociclista levando uma surra por ter desrespeitado as regras criadas por parte da organização criminosa têm circulado em diversas redes sociais.

PUBLICIDADE

“Está proibido tirar de giro e chamar no grau. Sujeito a cacete. Nós não aceitaremos esse tipo de coisa dentro da comunidade! ”, consta em uma das faixas que foram encontradas no final de 2021 em Osasco, que fica na região metropolitana de São Paulo.Na verdade, existe ilegalidades envolvidas tanto nas atitudes dos motociclistas quanto nas ameaças feitas através das faixas: o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), faz uma proibição em relação ao excessivo barulho das motocicletas ou a ação de empina-las.

Por sua vez, as faixas e o vídeo que mostra o rapaz apanhando por descumprir as regras, caracterizam, de forma respectiva, crimes de ameaça e lesão corporal, os quais estão previstos no Código Penal Brasileiro (CPB).

PUBLICIDADE

 

 

Família realiza buscas por jovem que desapareceu depois de sair para trabalhar na coleta de recicláveis, em Itaberaí

Jovem conta que foi abusada sexualmente aos 12 anos pelo melhor amigo de seu irmão