in

Mãe comenta sobre seu filho de 3 anos que morreu por Covid-19: “Aquele número é o meu filho”

Alegre, forte, cabelos pretos, cacheados, se comunicava através do olhar. Três anos e três meses de muito dengo. Alan, o Touro Valente, como era chamado por sua mãe, Vanessa Falcão, de 32 anos de idade. No dia 1 de janeiro de 2021, momento em que o Brasil possuía 7.698.862 casos de coronavírus, contabilizados desde o início da pandemia, Alan teve de ser internado.

PUBLICIDADE

Quando foi 16 de janeiro, o Brasil registrou 1.059 mortes decorrentes da covid-19. Dessas, cinco foram em Maceió. Exatamente neste dia, na manhã de um sábado, Alan morreu. Até àquela altura, as pesquisas apontavam que as crianças não corriam um alto risco do desenvolvimento de casos mais graves da doença, contudo, a realidade é muito mais dolorosa por entre as fileiras de túmulos.

“Quando assisto as reportagens com dados incluindo as crianças, logo penso: ‘Meu Deus, aquele número ali é o meu filho’, desabafa Vanessa, na semana em que o presidente Jair Bolsonaro afirmou não saber de qualquer caso de uma criança morta em decorrência da covid.

“Números não possuem a capacidade de quebrar certas barreiras, eles não conseguem adentrar em nossos corações assim como as histórias o fazem”, disse Edson Pavoni, criador do Inumeráveis Memorial.

PUBLICIDADE

Alan era portador de uma rara doença: síndrome de West. Vanessa, que é professora do ensino infantil, parou de trabalhar para que se dedicasse integralmente ao filho que lutava pela vida desde o primeiro dia em que nasceu: Ele teve 13 pneumonias, porém, de acordo com ela, quando a frágil e pequenina mão apertava com força o indicador de Vanessa, suas forças eram renovadas.”É difícil demais não ver ele aqui nessa casa”, revelou Vanessa. Ela diz ser muito importante comentar sobre o luto. “Ninguém quer falar sobre isso”.

Procurando se confortar, ela assiste a vídeos e palestras cujo o assunto seja essa dor, além de escrever cartas destinadas ao filho. Em um trecho de uma dessas ela disse “Sua vida aqui não se tratou de um contratempo, mas foi cheia de tempo, intensidade e eternidade”.

PUBLICIDADE

 

Covid-19: mãe de dois sai do coma após receber Viagra como tratamento

Mulher desaparece e tem segredo, que mantinha escondido há anos, revelado