in

Vídeo mostra o exato momento em que rocha cai sobre lanchas em Capitólio MG; mortes foram confirmadas

Um deslizamento de pedras aconteceu no Lago de Furnas, em Capitólio, que fica localizada no Centro-Oeste de Minas Gerais, e acabou atingindo três embarcações, que transportava 34 pessoas ao todo, neste sábado, dia 8.

PUBLICIDADE

Informações do capitão da equipe do corpo de bombeiros que está no local, dão conta de que há um número de óbitos, ainda não confirmado, no acidente e diversas pessoas foram internadas devido aos ferimentos..

Um vídeo cuja sua veracidade foi confirmada pelos próprios bombeiros que estão no local, mostra o exato momento em que um dos cânions cai e por consequência atinge as lanchas.

PUBLICIDADE

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, cerca de 32 pessoas receberam socorro em decorrência do acidente, e a maioria deles apresentava leves ferimentos. Desse número, 23 foram atendidas e liberadas da Santa Casa de Capitólio.

Outras 9 pessoas continuam internadas:·       Duas delas tiveram fraturas expostas e foram encaminhadas para a Santa Casa de Piumhi, que fica a 23km de Capitólio;

PUBLICIDADE

·       Três delas, ainda não se sabe como está o quadro de saúde e foram atendidas na Santa Casa de Passos, por sua vez a 74km de Capitólio;

·       Outros quatro tiveram ferimentos leves e estão na Santa Casa de São José da Barra, na distância de 46km de Capitólio.

O governador do estado de Minas, Romeu Zema (Novo), por meio do Twitter, lamentou a tragédia acontecida:

“Sofremos no dia de hoje com a dor de uma tragédia no nosso Estado, por causa das fortes chuvas, que resultaram no desprendimento de um paredão de pedras de localização no lago de Furnas, em Capitólio. O Governo de Minas se faz presente desde os primeiros instantes por meio da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros”, escreveu Zema.

“O resgate ainda está em andamento. Me solidarizo com os familiares nesse tão difícil momento. Continuaremos trabalhando para dar o apoio e amparo necessários”, completou o governador.

Através de uma nota publicada, a Marinha do Brasil trouxe a informação de que um inquérito vai ser instaurado com o objetivo de apurar as possíveis causas, circunstâncias do acidente.

 

 

Crianças de 0 a 2 anos podem ser mais vulneráveis a gripe H3N2

Em 2012, rachadura do cânion em Capitólio foi fotografada por médico que disse: “Essa pedra vai cair”