in

Caso Beatriz; quem é o homem que confessou ser o assassino da menina?

O homem identificado pela polícia como sendo o assassino de Beatriz Angélica Mota, a criança de apenas 7 anos de idade, a qual foi morta a facadas no interior de um colégio particular em Petrolina no ano de 2015, é natural de Araripina, que fica no Sertão de Pernambuco, e era morador de rua no período anterior à sua prisão devido a outros crimes cometidos.

PUBLICIDADE

Marcelo da Silva teve seu DNA mais uma vez coletado na primeira semana de 2022, ao ter sido levado para a realização de uma audiência no Fórum de Trindade, também no sertão.

A polícia informou que o homem confessou ser o assassino de Beatriz. De acordo com informações do governo, ele teria feito isso como uma forma de calar a criança, que teria se assustado quando o viu com a faca nas mãos.

A TV Globo obteve acesso ao documento denominado folha de rosto, o qual contém informações referentes ao histórico de prisões e crimes que um determinado detento cometeu.

PUBLICIDADE

Marcelo da Silva estava detido no Presídio de Salgueiro, por que cometeu um roubo em Petrolina. Por causa desse crime, o homem cumpriu pena em regime semiaberto. Marcelo ainda é acusado de ter estuprado uma adolescente de 14 anos, crimes de ameaça e cárcere privado.Tais crimes foram cometidos em outra cidade ainda no Sertão de Pernambuco, Ouricuri. No documento consta também que o caso não foi julgado até hoje.

Além desses, outro crime também cometido por Marcelo Silva foi o de uma tentativa de roubo, que aconteceu em Trindade. Esse sim passou por julgamento, e ele novamente recebeu a sentença de cumprir a pena em regime semiaberto.

PUBLICIDADE

O DNA que foi achado na faca que foi a arma do crime, de acordo com o laudo da perícia, é de Marcelo da Silva. Na última terça-feira, dia 11, depois de ser ouvido pelos delegados, o homem foi indiciado.

Covid pode ficar escondida em meio aos casos de resfriados e gripe

Deslizamento de terra destrói casarão histórico em Ouro Preto