in

Como polêmica moda de arquear caminhão provocou tragédia entre pai e filho no PR

Uma tragédia que aconteceu no Paraná ressalta o perigo que os caminhões arqueados, ou seja, quando a frente está rebaixada e traseira está suspensa, significam para as estradas. Em uma quinta-feira, dia 13, quatro veículos, com esse tipo de alteração, envolveram-se em um engavetamento que ocorreu na BR-116, e que culminou na morte de um casal.

PUBLICIDADE

Um dos motoristas, que estava na companhia de sua esposa, foi atingido pela traseira do caminhão arqueado de seu próprio pai e acabou morrendo na hora. As identidades das vítimas fatais são Gerson Mattos, de 39 anos de idade, e Patrícia Abreu, de 34 anos, ambos casados há 17 anos.

O casal deixa para trás dois filhos, com idades de 14 e 17 anos. Jetro Mattos, que é pai de Gerson, apresentou ferimentos leves e, de acordo com informações do SAMU, não quis ser atendido no local.

PUBLICIDADE

Gerson, assim como Jetro, ambos que eram conhecidos na estrada como Pai & Filho (frase que estava escrita no lameiro de seus caminhões), não escondiam de ninguém que eram apaixonados pela profissão e, principalmente, pela alteração arqueada de caminhões. Os dois dirigiam veículos desse tipo no momento em que se deu o acidente. Nas redes sociais deles, compartilhavam diversas fotos e vídeos onde mostravam a vida que levavam e exibiam os caminhões arqueados.

PUBLICIDADE

Em um desses vídeos, Jetro surge em pé, embaixo da traseira do seu caminhão, do modelo Mercedes-Benz, comemorando a altura que conseguiu na ocasião. Hoje, tais postagens, estão cheias de comentários onde pessoas lamentam a perda dele, a maioria com palavras de carinho e lembranças de suas parcerias.Rodrigo Kleinubing, que é engenheiro especialista em acidentes de trânsito, e que fez vários estudos em relação a tendência dos caminhões arqueados, disse que, claramente, a fatalidade não aconteceria se a traseira do caminhão não estivesse levantada. “A morte do casal possui uma relação direta com o arqueamento. A prática errada adotada pelo pai matou o filho. É uma fatalidade”, lamentou o especialista.

Diástase abdominal; entenda os efeitos da gravidez de múltiplos que ocorreu no corpo de blogueira dinamarquesa

Mulher morre ao ser atingida por raio enquanto fazia algo que todos nós fazemos