in

Menina atingida por uma bomba com 1 ano de idade passa por 19 cirurgias, sua aparência atual impressiona

Teeba Malowe era uma garotinha de apenas um ano em um táxi com seu pai e irmãos, quando foi atingida por uma bomba que infelizmente tirou a vida de seu irmão e a deixou gravemente machucada, isso aconteceu no Iraque.

PUBLICIDADE

O ocorrido foi em 2007 e muitas emissoras noticiaram o acontecimento, o pai da menina quase não se machucou e teve poucas queimaduras, mas a pequena ficou inclusive cega temporariamente devido aos ferimentos.

O rosto de Teeba foi a parte do corpo mais atingida e mais deformada muito, tempo de hospital foi necessário para que ela não corresse mais risco de vida, ela foi para casa e aos cinco anos ao sair no jornal uma notícia sobre ela uma pessoa resolveu ajudar.

Mesmo com tanto tempo passado a menina não fez nem um tratamento estético para reparação das áreas queimadas, foi então que Barbara resolveu ajudar e levar a menina para os Estados Unidos onde forneceu tratamento médico.

PUBLICIDADE

Para que ela pudesse ir precisou ser adotada por Barbara e seu marido que não podiam ter filhos, os pais biológicos da menina entregaram-na para um casal que não conheciam e confiaram que tudo correria bem.

Barbara havia visto o caso no jornal e a foto da menina chamou sua atenção e sentiu vontade de ajudar a menina, após ser adotada a menina começou os tratamentos médicos e com 17 anos já fez mais de 19 cirurgias reparadoras.

PUBLICIDADE

Teeba ainda conversa com seus pais no Iraque e diz amar às duas famílias já que agora em dois pais e duas mães, conversa sempre com eles e conta tudo que acontece no seu dia-dia, ela entende que a decisão foi a melhor para ela.

O sonho da menina é ser medica e participar do programa Médicos sem Fronteiras, ela ainda quer se especializar em cuidados com crianças, e com a vida que tem pode conseguir esse sonho que morando no Iraque seria impossível para ela.

Esposa de Léo Batista é encontrada morta em casa no RJ

Vídeo registra o exato momento em que o Congolês Moïse Kabamgabe morre por espancamento na Barra