in

Vídeo registra o exato momento em que o Congolês Moïse Kabamgabe morre por espancamento na Barra

Registros de câmeras de segurança do quiosque Tropicália, mostram o exato momento em que o congolês Moïse Kabamgabe é espancado até a morte por diversos homens, no estabelecimento que fica localizado na orla da Barra da Tijuca, por sua vez na Zona Oeste do Rio

PUBLICIDADE

As imagens em questão, revelam que as agressões se dão após uma discussão que aconteceu entre um homem que estava com um pedaço de pau em mãos e o congolês, que levanta alguns objetos do quiosque como um cabo de vassoura e uma cadeira.

Em um dado momento, Moïse mexe em um refrigerador, e então dois homens se aproximam. Um desses o derruba e, na sequência dos fatos, o episódio de agressões começa. Em diversos momentos pode-se perceber que o congolês não apresenta mais nenhuma resistência em relação aos golpes, enquanto sofre mais golpes de madeira.

PUBLICIDADE

Um homem que diz ter cometido as agressões que provocaram a morte do congolês foi encaminhado no início da tarde desta terça, em direção a Delegacia de Homicídios.

De início, o homem se apresentou na 34ª DP (Bangu) e sequentemente foi levado para a DH, que fica na Barra da Tijuca. Em um vídeo que foi gravado, Alisson Cristiano Alves de Oliveira, de 27 anos de idade, confessa a participação e disse que não tinha intenções de matar o congolês.“Eu sou um dos que estão envolvidos na morte do congolês. Quero esclarecer a todos, que nenhum de nós queria matar ele, ninguém quis praticar algum tipo de injustiça pelo fato de ele ser negro ou alguém devia a ele. Ele brigou com um senhor do quiosque que fica ao lado, fomos defender este senhor e infelizmente aconteceu essa tragédia”, disse Alisson. A seguir confira o vídeo. ATENÇÃO. as imagens são fortes.

PUBLICIDADE

 

 

Menina atingida por uma bomba com 1 ano de idade passa por 19 cirurgias, sua aparência atual impressiona

Média de mortes por covid no Brasil fica acima de 600 por dia e assusta a todos