in

Pastor faz ataques racistas e homofóbicos: ‘Igreja não levanta placa para negro e veado

No Rio de Janeiro um pastor ao pregar a palavra de Deus falou algumas coisas que não condizem com o que deveria ser dito dentro de uma igreja e deixou muita gente ofendida com as palavras que usou.

PUBLICIDADE

Tupirani da Hora Lores é líder da Igreja Pentecostal Geração Jesus Cristo e durante o culto disse eu a igreja não levanta placa de negro e veado.

No dia 31 de julho a pregadora Karla Cordeiro havia dito aos seus fieis para parar de postar coisas de “gente preta” e compartilhadas por homossexuais, depois disso ela respondeu um processo e acabou pedindo desculpa no dia 3 de agosto, o que motivou o pastor Tupirani a fazer esse discurso em resposta a ela.

No dia 5 de agosto em resposta a Karla o pastor disse que ela não deveria ter voltado atrás só porque um delegado babaca a pressionou sendo assim ele insultou a pregadora e disse que em sua igreja só deveria ter prostitutas assim como ela.

PUBLICIDADE

Disse ainda que por isso eles não são evangélicos e desejou o pior para todos eles, ele disse que a igreja não deve ser a favor de questões raciais politicas e de gênero, ele já foi preso a algum tempo por intolerância religiosa ainda foi alvo de investigações já que poderia estar envolvido em um massacre de judeus. Dessa vez o pastor não quis se manifestar sobre as acusações.

 

PUBLICIDADE

 

Idoso de 98 anos é suspeito de matar homem durante discussão

Família descobre doença rara e sem cura em menino de 5 anos e luta para atrasar degeneração: “Não sabemos o dia de amanhã, se vamos perdê-lo, tentamos não pensar nisso”